Ronny Vitoreli conta sua história com os cachorros de pastoreio

No Brasil, especialmente no meio urbano, é muito raro ouvirmos falar sobre a prática do pastoreio com o uso de cachorros. Ronny Vitoreli, porém, trabalha muito para mudar isso. Ele, que vem de uma família de origem rural, morou muitos anos na Capital de São Paulo, onde atuava como Pastor de uma Igreja Cristã. Hoje, ele brinca que é “pastor duas vezes”, pois após um retiro na cidade de Avaré (SP), sua vida mudou completamente…

“No meio das palestras, eu ouvia um apito que vinha do lado de fora e, quando olhava, via ovelhas se movendo num percurso que para mim parecia aleatório – hoje sei que não é. O pasto estava super alto e não era possível ver com perfeição (de onde eu estava) que um cão da raça border coliie, conduzido por seu treinador, fazia com que aquele rebanho se movimentasse com tanta graça e de forma espetacular”.

A cena que presenciara era bem característica e Ronny Vitoreli logo se lembrou de um filme infantil. “Meus filhos eram bem pequenos naquela época e eu havia assistido ao filme Baby, o Porquinho umas 300 vezes e soube, na mesma hora, do que se tratava”, lembra. “Na verdade, eu nem conseguia mais ouvir as palestras, eu fiquei fascinado e precisava ver de perto aquele cachorro ‘trabalhando’. Algo despertou em mim e soube na mesma hora que aquele seria meu esporte para sempre!”, conta.

Sua iniciação não foi tão rápida quanto imaginou naquele dia, tudo começou de maneira bem pensada e planejada, mas não aconteceu como o esperado. “Ainda demorei alguns anos para iniciar de fato no esporte de pastoreio com os cães, comecei entre 2008 e 2009 adquirindo um filhote de border collie. Quando ele completou mais ou menos um ano (esperamos seu crescimento e amadurecimento), percebi que esse meu primeiro filhote não demonstrou um instinto satisfatório para ser um cão pastor. Comprei outro filhote, mas também não deu certo”, afirma Ronny que nunca desistiu de sua vontade.

“Depois dessas experiências frustradas, em 2011 comprei uma cadela já iniciada, a Justa. Isso me fez minimizar os riscos e assim podia, finalmente, me dedicar ao esporte. Fiz cursos, estudava os vídeos que achava na Internet (até hoje faço isso). E, finalmente, em 2012, nos tornamos Campeões Brasileiros na categoria Ranch Ovinos, com a maior pontuação até o momento em todas as edições desta competição. É algo que me enche de alegria”, comemora.

Com o passar do tempo, o Pastor se especializou e busca continuamente por aprendizado. “Fiz vários cursos de pastoreio no Brasil com professores que trazemos da Europa e até mesmo com grandes treinadores que existem aqui. Fiquei durante 25 dias na Escócia aprendendo com um dos maiores nomes do Pastoreio Mundial, o Bobby Dalziel”. Desta viagem, Ronny trouxe mais um membro para o seu clã: “é um border collie macho com genética inédita no Brasil. Essa viagem foi incrível e espero repetir em breve essa experiência”, planeja.

Atualmente, Ronny atua não somente como Pastor, mas também ministra clínicas diversas para quem almeja entrar no esporte, além de ser Coach de Alta Performance e Life Coach.

Fique de olho! Aqui no Yupets, falaremos muito sobre pastoreio e os cursos ministrados pelo nosso “duas vezes Pastor”.