Alguém para amar: soldado americano se reune com cadela adotada na guerra

Ter um par de filhotes durante a guerra pode ser reconfortante, pois em um momento tão duro, ter alguém para amar e trazer emoções pode fazer toda a diferença.

A cadelinha Annabelle e sua irmã, órfãs após sua mãe passar sobre um dispositivo explosivo improvisado, foram adotadas pelo time de Joe, sargento médico do exército, durante a guerra no Oriente Médio. Joe e Annabelle ficaram muito próximos nessa época.

Segundo Joe, ele viu muito bem onde ela esteve e não era nada bom. “Na região há cães em todos os lugares que precisam de um lar. Ela significa algo para mim e é um amor”, diz Joe.

Joe e Annabelle se separaram quando ele retornou para casa junto a sua esposa, seu filho e um Weimaraner, mas Joe sabia que algo faltava. Ele, então, entrou em contato com a SPCA (Sociedade para a Prevenção da Crueldade aos Animais) e após alguns meses de espera se reencontrou com Annabelle. “Isso é incrível! Ela ganhou a cidadania americana”, comemora ele, agora com toda família reunida.