Companhia aérea cria novo padrão para embarcar animais

O conceito pet-friendly toma cada vez mais força. Por sorte, até mesmo em locais antes proibidos por animais, hoje vemos um forte avanço e uma grande receptividade para nossos amigos peludos. Recentemente, a companhia aérea Delta Airlines divulgou um novo padrão para que os pets possam embarcar junto aos seus tutores. Dentro de alguns dias, além da documentação já necessária para embarcar, os donos de pets que queiram viajar com eles deverão assinar um termo onde atestam que seus cachorros (especialmente) são bem educados e não causarão transtornos durante a viagem.

De acordo com a Delta, a partir de março deste ano, para que possam viajar na cabine, cachorros e gatos devem ser comprovadamente dóceis e bem comportados. A ideia, óbvio, visa garantir o conforto dos outros passageiros, mas também pensa no bem-estar do animal, que pode ficar demasiadamente ansioso durante o vôo, latir em excesso e até ficar ameaçador por estar em uma situação desconhecida.

Segundo a companhia aérea, com o número de animais na cabine aumentando, aumentou também a frequência das reclamações especialmente sobre casos de agressividade e de pets urinando e defecando dentro do avião. Vale lembrar que um animal socializado e obediente abre portas e faz com que sua recepção nos lugares seja sempre harmoniosa.

Para aqueles que estudam etologia, é um grande avanço, já que cada vez mais a sociedade exige pets educados e obedientes, mas não necessariamente adestrados e tão condicionados como alguns acreditavam ser o “correto” antigamente.