Copa na Rússia gera morte de cachorros e gatos sem donos

Todo País que recebe a Copa do Mundo faz de tudo para que o evento seja perfeito e que os holofotes apontados para o local mostrem apenas suas qualidades. De forma egoísta, os russos parecem estar indo além ao querer mostrar perfeição para seus visitantes. Por lá, dezenas de cachorros e gatos estão sendo mortos para seguir a ordem de uma “Copa livre de vira-latas e animais de rua”.
Logo depois de ser escolhida como sede do Mundial, a Rússia iniciou uma campanha para exterminar os pets sem donos, que vivem nas ruas. O motivo dado pelo Governo é que querem garantir a segurança dos turistas, porém diversas irregularidades e atos de crueldade são relatados.
Uma empresa especializada foi escolhida para “cuidar” dos animais, oferecendo lares temporários, mas o que mostram protetores locais é bem diferente. Em entrevista recente, Yuri Koretskij, Presidente da Aliança de Defensores dos Animais, disse que diariamente recebem denúncias de mortes em massa em todas as cidades da Copa, exceto Moscou.
Casos mais graves estão sendo delatados por lá, alguns afirmam que até mesmo animais identificados, encontrados nas ruas, estão sendo mortos como uma forma covarde e rápida de solucionar o caso. “Recebemos denúncias massivas de várias cidades-sede do Mundial em que os animais são alvos de tiroteios”, afirmou Vladímir Burmatov, Chefe da Comissão de Meio Ambiente.
Especula-se que armas de ar comprimido e veneno são utilizados para causar as mortes.
Órgãos de proteção animal lutam para que os animais sejam apenas vacinados e castrados, evitando assim que ofereçam riscos ou que aumentem a população.