Dicas para evitar que os cães escorreguem em pisos lisos

Alguns tipos de pisos, como azulejos, laminados, porcelanatos e pisos de madeira, são bonitos e práticos na limpeza, porém, não são feitos para as patas dos cães andarem em superfícies tão lisas e duras assim.
Eles podem escorregar, deslizar e cair – e potencialmente se machucar seriamente. Principalmente os cães mais idosos, que apresentam frequentemente problemas nas articulações.

Diversos tipos de lesões podem ocorrer quando os cães escorregam e deslizam nos pisos. Eles podem variar de contusões pequenas a questões mais graves que podem exigir cirurgia. Lesões mais freqüentes variam de músculos e ligamentos puxados ou estirados, até lesões ósseas e do quadril. Pode agravar as articulações inflamadas, artrites ou tecidos e nervos danificados. A sorte é que há diversas maneiras de prevenção.

Cachorros precisam da “pegada”

A primeira coisa que devemos considerar é como um cão caminha normalmente e se sente seguro em fazê-lo. Cães usam as unhas dos dedos para tracionar, como uma trava de chuteira de futebol na terra. Porém, as unhas não servem em pisos duros.

Oito maneiras de prevenção

1. Manter as unhas aparadas. Com as unhas curtas, os cães podem estabilizar sua postura ao caminhar nas almofadas das patas e vão caminhar com segurança e corretamente.

2. Se o cão tiver muitos pelos próximos as almofadas das patas, tente mante-las aparadas e limpas. Os pelos nas patas torna o piso mais escorregadio, o que pode dificultar ainda mais ao correr ou caminhar.

3. Coloque carpetes ou tapetes nas principais áreas de tráfego, especialmente aonde o seu mais cão caminha. Certifique-se também se os tapetes ou carpetes estão presos ao chão e evitar escorregões quando o seu cão, ou qualquer outra pessoa, anda ou corre sobre eles.

4. Atenção extra onde seu cão dorme ou descansa. Levantar-se em um chão liso pode ser desafiador, principalmente para cães maiores ou mais velhos, então colocando um tapete, tornará a tarefa mais fácil e confortável para ele.

5. Considere as escadas também. Se o cão escorregar e descer as escadas, os ferimentos podem ser muito sérios. Invista em um carpete ou instale portinhas para que o seu amigo não corra o risco de se machucar.

6. Manter seu cão fisicamente em forma também é importante. Se o cachorro tem um peso corporal ideal, haverá menos pressão nas articulações, e isso facilitará a caminhada. Alimentação correta irá impedi-lo de ganhar muito peso. Junte exercícios regulares, o que melhora sua mobilidade e ajuda a manter um peso ideal.

7. Há diversos produtos disponíveis que ajudam o cão a caminhar em pisos lisos. Um deles particularmente é muito útil para cães com idade, artrite ou displasia, as meias com antiderrapantes. Hoje existem meias de diversos tamanhos e para ambos os pares de patas.

8. Adesivos de patas de cachorro é outra opção. Existem adesivos atóxicos, em diversos tamanhos e, ao contrário das meias, continua com o cão aonde ele for.